Histórico da Família Léda

De todos os filhos do segundo matrimônio de Luiz Leda, apenas Frederico seguiu carreira política. Foi vereador e duas vezes prefeito do município de Bacabal-Ma. Depois, por duas legislaturas foi Deputado Estadual, chegando a ser eleito Presidente da Assembléia Legislativa do Estado. Faleceu aos 78 anos em São Luis, no ano de 1991.

Do primeiro matrimônio, o filho Leônidas também teve atuação política, elegendo-se vereador e posteriormente prefeito da cidade de Barra do Corda no período de 1914-1915.

2. DESCENDENTES (filhos) DE LEÃO RODRIGUES DE MIRANDA LEDA (2ª geração)

Conhecido como Coronel Leão Leda, foi sem dúvida alguma o mais célebre representante da família, ativista político, republicano convicto, figura polêmica, odiado por uns e amado por outros.

Segundo COUTINHO, no livro “Grajaú: um estudo de sua história”, Leão era “rico fazendeiro, maior expoente do partido liberal da região e chefe familiar (...)”  O Jornalista Parsondas Carvalho, em crônica publicada no Jornal Pacotilha de 22.01.1902, diz que ele era “moço educado em um colégio ou Liceu da capital, altivo, rico e munificente”. E segundo Dunshee de Abranches, “sua fama de valente guerrilheiro, espalhada em toda a Província, atraíra a admiração de uns e o terror de muitos” 

Ele é descrito fisicamente num trecho de Eloy Coelho Netto, na obra “História do Sul do Maranhão”. Coelho Netto, ao reproduzir em sua obra as impressões de Dunshee de Abranches sobre os irmãos Luiz e Leão, narra sua aparência.

Afirmavam (os irmãos Leda) ter nas suas veias o sangue derramado na defesa da Independência e das grandes causas nacionais. Assim era o pensamento de Luiz Leda e do seu irmão Leão Leda, que loiro e risonho, de olhos aquilinos, irradiava do seu semblante franco e jovial uma irresistível simpatia.

LEÃO LEDA contraiu matrimônio com VIRGÍNIA DE MELLO e tiveram 10 filhos:

  • Raimunda (Mundoca)
  • Leonina
  • Marica
  • Amélia
  • Mariano
  • Tarquínio
  • Ireno
  • Manoel
  • Antonio
  • Nelson.

Destes, Mariano faleceu aos 20 anos, quando, em companhia do pai, foram ambos assassinados, vítimas de uma covarde emboscada. Também Nelson faleceu jovem, aos 22 anos.

Com referência à carreira política, sabe-se que Leão foi nomeado ainda no período monárquico, suplente do Juiz Municipal de Grajaú. Mas foi após a Proclamação da República que seu poder e prestígio atingiram o auge.  Leão Leda, que havia sido o mais fervoroso defensor da República, tornou-se o principal chefe político de Grajaú, com influência em todo o sul do Maranhão, após a queda da Monarquia.

Liderou um conflito armado, que ocorreu no final do Século XIX e início do Século XX, e que ficou conhecido no Maranhão como “Conflito de Grajaú” ou “Guerra do Leda”, que será detalhado mais adiante.

3. DESCENDENTES (filhos) DE ANA LEDA (2ª geração).

 

Sobre ANA LÉDA, irmã de Luis e Leão, sabe-se que contraiu matrimônio com LAURINDO PIRES ARAÚJO. Deste consórcio nasceram os seguintes filhos:

  • Antonio
  • Pedro
  • Perpétua
  • Leocádia
  • Maria José
  • Lino

Entre seus descendentes muitos se dedicaram à política, sendo eleitos para exercerem o cargo de prefeito e deputado. É o caso de Eurico e Telêmaco Ribeiro. O primeiro foi deputado e chegou a governador interino do Estado do Maranhão e Telêmaco foi Deputado estadual. Também os irmãos Adilon e Antenor foram prefeitos de Presidente Dutra, bem como Ariston, que além de prefeito de Presidente Dutra exerceu o mesmo cargo no município de Tuntum.

PÁGINAS: 1  2  3  4  5  6  7  8  9  10